Comunicação e Cultura Organizacional


• Comunicação
• Artigo
• Case
• Resenha


Comunicação

A influência da Cultura Organizacional
Fabricia Pelegrini, Assessora de Comunicação da Anjo Tintas e Solventes


A cultura de uma organização pode levá-la ao sucesso ou ao fracasso, pois muitas decisões de uma empresa são tomadas com base nas normas, valores e comportamentos que definem a identidade de uma organização, ou seja, a sua cultura.

Os profissionais precisam se sentir fazendo parte, precisam estar informados, encontrar espaço para mostrar suas idéias, motivados para crescer. Só se sentindo parte da cultura organizacional é que os profissionais conseguirão "vestir a camisa" da empresa.

A cultura de uma organização geralmente é criada pela diretoria de uma empresa para ser assimilada e entendida por seus funcionários. Por isso, a importância de realizar um estudo da cultura de uma empresa antes de desenvolver um plano de comunicação. Deve-se conhecer conceitos, filosofias, comportamentos esperados dos profissionais e devem ser comunicados de uma maneira que assimilem a mudança, que terá que ser implantada sem ameaças ou sem imposição, porque a mudança acontece tranqüilamente somente se o indivíduo aceitá-la.

É importante destacar que a cultura organizacional não é algo que se possa descrever detalhadamente, mas é percebida por um profissional que entra na empresa, por um cliente que vem visitá-la, por exemplo. Os que já fazem parte, muitas vezes não percebem o diferencial no dia-a-dia, somente quando conhecem outra empresa ou trocam experiências com pessoas que vivenciam outra realidade.

Se a cultura da empresa é ser inovadora, que está sempre buscando mudar para melhor, sempre criando, oferecendo novidades aos clientes, dando oportunidade aos seus profissionais, etc, o projeto de comunicação empresarial poderá ser desenvolvido mais rapidamente, pois será entendido e aceito mais facilmente. Já, se a empresa é conservadora, acredita que a "rádio peão" contamina a organização, que os profissionais apenas têm que obedecer, vê a imprensa como inimiga, etc, o processo de comunicação empresarial irá ser implantado mais lentamente, pois serão revistos conceitos, analisados e entendidos.

Se os diretores são pessoas que dão espaço para os funcionários poderem praticar a iniciativa, a criatividade e a liderança, quem tem estas características entrará no ritmo sem perceber e se sentirá motivado. Uma cultura organizacional moderna não é autoritária e paternalista, ela acredita no potencial do ser humano.

A maior dificuldade de uma empresa será manter uma equipe de alto nível em conhecimento, pois percebe-se que a tendência nas organizações é a gestão do conhecimento, onde os comunicadores, que acreditam em uma comunicação participativa, moderna, encontrarão espaço para desenvolver um trabalho diferenciado.

A comunicação empresarial deixa de ser uma atividade descartável, para se tornar estratégica, esse conceito cabe em empresas que tem a cultura voltada ao cliente, profissionais e comunidade não se preocupam apenas em oferecer produtos de qualidade, mas também prestar bons serviços, buscam a fidelização dos clientes, o comprometimento dos funcionários e a aceitação da comunidade. Quando a empresa apresenta esse tipo de cultura e essa cultura é desenvolvida, aceita e divulgada, com certeza será procurada por pessoas com boa capacidade profissional que querem trabalhar em um ambiente moderno e que valoriza seus colaboradores. Além disso, os veículos de comunicação também procuram empresas assim para servir de exemplo em reportagens com foco em meio ambiente, responsabilidade social, qualidade em produtos, entre outros temas. E o cliente confia no fornecedor, sabe que irá receber o produto no prazo, se tiver algum problema este será solucionado, sem contar na certeza que o produto é de qualidade.

Cultura empresarial e comunicação empresarial estão ligadas. Não dá pra pensar nas duas separadamente. A comunicação empresarial engloba público interno, clientes, comunidade, mídia e fornecedores. O plano de comunicação tem que se preocupar com todos esses segmentos, senão o seu desenvolvimento poderá falhar ou dificultar no meio do caminho.

O fortalecimento da marca, a divulgação institucional de uma empresa, muitas vezes é mais importante do que trabalhar na divulgação de produtos específicos, pois abrange os cinco públicos envolvidos. Uma empresa que desenvolve um trabalho de responsabilidade social é muito mais simpática que aquela que não faz nada. É preciso divulgar o que se está fazendo, de uma forma que não se torne repetitivo e forçado.

Por tudo isso, acredito que o processo de comunicação empresarial sempre segue o "ritmo" das "normas e valores" da cultura organizacional.